Plástica Total

Dr. Edson Luiz Ohira
CRM 88.097 - Membro Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirgurgia Plástica

Mamoplastia

Voltar para Cirurgias

Mamoplastia Redutora

Mamoplastia ou Mastoplastia é a cirurgia redutora dos seios, além de indicada para melhorar o aspecto estético (problemas de simetria devido a sucessivas gestações), pode auxiliar no tratamento profilático de algumas doenças.


Também existem mulheres que estão satisfeitas com o volume de suas mamas e querem apenas que a PTOSE (queda) seja corrigida. Outras mulheres têm mamas muito grandes e desproporcionais, levando em alguns casos a sentirem até dores devido ao peso na mama, nestes casos a Mamoplastia redutora tem indicação. Mesmo mulheres que não chegam a ter dor, podem solicitar diminuição do tamanho da mama se assim se sentirem melhor.

Como é Feita a Mamoplastia

Na maior parte das cirurgias é utilizada a Anestesia Geral, mas a técnica de Anestesia Local com Sedação também pode ser utilizada em casos selecionados. Em operações de maior porte a internação por um ou dois dias pode ser mais segura e confortável para o paciente.


O tecido em excesso é retirado, incluindo pele, gordura e glândula mamária. Uma nova mama é reconstruída, em menor tamanho e com correção de posição e de firmeza. As cicatrizes neste tipo de cirurgia são maiores e mais aparentes e deve ser discutido com o cirurgião antes do procedimento, o que pode ser obtido, para evitar incertezas.


A técnica a ser utilizada depende da quantidade de tecido gorduroso, glandular e da pele presentes, além do tamanho das aréolas e da simetria das mamas. Dependendo da técnica escolhida, a cicatriz resultante pode ter a forma de um "T" invertido, "L", "I" ou um círculo ao redor da aréola.


A cicatriz tende a melhorar de aspecto gradativamente até em torno de um ano, quando torna-se bem mais amena ou dependendo do organismo de cada paciente, quase imperceptível.

Entretanto, certas pacientes apresentam tendência à Cicatrização Hipertrófica ou à Quelóide. Esta tendência, entretanto, poderá ser prevista até certo ponto, durante a consulta inicial, quando lhe fazemos uma série de perguntas sobre sua vida clínica pregressa, bem como características familiares, que muito ajudam quanto ao prognóstico das cicatrizes. Pessoas de pele clara têm menor probabilidade de sofrer desta complicação cicatricial hipertrófica.


No pós-operatório pode haver dor por um dia ou dois que é controlada com analgésicos prescritos pelo médico.


Após alguns dias, os curativos são removidos e é orientado o uso de um soutien cirúrgico, especial. Deve ser utilizado como orientado pelo médico.


A paciente também pode experimentar uma sensação de ardência nos mamilos por aproximadamente duas semanas, mas isto diminuirá progressivamente.


Os pontos serão retirados em 7 a 10 dias.


É possível retornar à vida social e laboral dentro de alguns dias, dependendo do nível de atividade necessária.




Plástica Total

Dr. Edson Luiz Ohira

Unidade Santa Cruz - Clínica Pró-Mulher - Rua Loefgreen, 1425 - Vila Clementino - São Paulo - SP - Tel: (11) 5908-4100 / 5573-6826
Unidade Paraíso - Homa Espaço Médico – Rua Eça de Queiroz, 488 – Paraíso – São Paulo – SP – Tel: (11) 5088-6699

Libero +